13 novembro 2012

Bahia...a olhos supostos...



(trata-se de uma repostagem de um poema que escrevi 
ainda menina, com16 anos)




Ao som dos tamborins e tambores
Segue a brisa suave da tarde
Sobressaindo-se aos morros e voando em busca dos amores

A mucama sova a mandioca com alarde
Logo a criançada pede o bolo festeiro
A mulata samba no Pelourinho,

A sinhá ora na capela,
Enquanto a baiana roda a saia no terreiro
Quanta tradição dentro de um só povo

A mestiçagem é sua característica
O acarajé escorrega no dendê
Mãe Preta chora o adeus do filho mais novo
"Vá meu filho buscar seu sonho na onda crística
O meu coração vai estar sempre com você"

Toques e passos a moçada cria ao som do berimbau
Na capoeira santa de quem é baiano de sangue
Até um faraó se reverenciaria nesse lual

Longe das brigas e mortes das gangues
Ah! Minha Mãe! Que formosura usual!
Longe dos meus olhos foge a cor
Pois nunca pisei os pés nesse 'quintal'
Mas o coração e a mente sentem o calor.

Um dia irei pessoalmente constatar
Que tudo que escrevi aqui
Vai além de cultura e folclore...

É galhardia, é coragem, é bem estar
De um povo que luta e sorri
Até o dia em que seu ardor, por si,se explore!

Roda a saia baiana,
Misture-se à alegria da cigana,
Até que seja treinada a gringa americana!
Bate o tambor, Senhor do Bonfim!
Logo o sol se esconde e vai
A lua se apresenta e embeleza

Os amantes se amam numa noite sem fim
É o lajeado que os esconde e sai
Mas a lua, no céu, ainda embeleza!








(uma singela homenagem à Bahia- mesmo nunca
 tendo estado lá, sou paulista...) 




49 comentários:

✿ chica disse...

Parabéns!
Que linda homenagem à Bahia e suas tradições, cultura e povo tão legais! beijos,chica

Guaraciaba Perides disse...

Que bonito,Catita! Quanta consciência social e precisão de enfoque.Quão jovem você era? será que procede a visão quântica (rs)
Um abraço

D. Garcia disse...

Somente olhos lindos como os teus para vislumbrar, sem lá pisar, a riqueza de um lugar e de um povo tão bem 'fotografados' aqui através da tua bem construída poesia!

Belo manancial de inspirações a escorrer toda a beleza do espírito do que foi o berço deste país; onde tudo um dia começou.

Por aqui se vê que desde sempre a tua sensibilidade já cantava os ouros da poesia e os registra lindamente em forma de poemas deliciosos.

Um dia, que não demorará, iremos preencher teus olhos com toda essa paisagem 'in loco' e você constatará que tua imaginação já estivera por lá desde há muito!

Um beijo, Querida Amada!
Do sempre Teu
Dan.

Luzia Medeiros disse...

Você descreveu tudo de uma maneira tão linda e doce, pensei que você conhecia. Parabéns, senti a suavidade daquele lugar que deve ser lindo demais.

beijos.

☆Lu Cavichioli disse...

Oi Catita, ficou muito bom o poema e ele retrata fielmente o cenário.

Gostosinho e com gingado vai na cadência brasileira, gostei a beça.

Ó lindeza, depois quando tiveres um tempo, passa no Retratos em Degradê que tem uma brincadeirinha lá com nossos pézinhos kkkk
achu que vc vai gostar! Se naum gostar tb pode falar, claro! rs

bacios lindona!
:)

EDER RIBEIRO disse...

Pois bem Catita, sou baiano e conheci uma casa de farinha de mandioca e qdo vc relata a sova da mandioca me veio a mente a cena. Uma bela e emocionante, para mim, descrição da minha Bahia. Bjos.

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Catita, não só pensei que conhecesse a Bahia como achei que tivesse feito o poema lá. A homenagem ficou muito bonita e com realidade nos detalhes.
Bjs
Manoel

LUZ disse...

Oi querida Caty,

Pensei que era natural da Baía, devido ao realismo, que põs em seu poema, escrito aos 16 anos.

Descreve uma série de cenas, que parecem que as estamos vendo e vivendo.

Parabéns, pela descrição e pela lua, que sempre a inspira.

Beijos da Luz.

Dorli disse...

Oi querida
Que linda poesia homenageando a Bahia, desde a tenra idade já escrevendo como uma poetisa.
Parabéns, você é sensacional
Beijos
Lua Singular

Marco Rocca disse...

Um belo poema Catia, retrata com maestria as particularidades daquela terra tão linda...

Sinval Santos da Silveira disse...

Boa tarde,Catita!
Que linda maneira de agradar aquela terra maravilhosa.
Parabens
Sinval

Toninhobira disse...

Em nome desta terra Santa agradeço/parabenizo a linda e perfeita homenagem Catia.Todos elementos bem caracterizados assim como as praças.Como se assim tivesse lido muito Jorge Amado.É bem assim e ao som dos tambores do Olodum Zumbi na praça saúda sua passagem ao Terreiro de Jesus,onde se constatará sua bela sensibilidade na criação.

Parabens amiga.
Carinhoso abraço de paz e luz.
Beijo.
Na ilustração a casa Fundação Jorge Amado atrás do Olodum e na outra a bela Igreja Bom Jesus dos Pretos e bem ao fundo desta imagem pode se ver a torre da Igreja de Nossa Senhora dos Passos palco das cenas do Pagador de Promessas.

Rovênia disse...

Olá,
Passando por aqui pela primeira vez!
Jurava que vc era baiana. Parecia estar lá. E só tinha 16 anos? Parabéns! Quem dera todos os nossos adolescentes tivessem essa sabedoria!

MARILENE disse...

Desenhou a Bahia com características perfeitas, sem ter estado, à época, lá. Deixou que sua sensibilidade e seus conhecimentos sobre aquela terra e aquela gente maravilhosa falassem através dos versos. Bjs.

R. R. Barcellos disse...

Conheço um pouco de Ilhéus, Itabuna e Salvador, e o clima culturas foi muito bem retratado pela sua imaginação juvenil.
Parabéns.

Gracita disse...

Olá Cátia.
Vim agradecer sua maravilhosa visita e sua adesão ao meu blog.
Parabéns pela linda homenagem. Descreveste com maestria as características desse belo Estado exaltando com beleza singular a cultura. Um carinhoso abraço
Gracita

Calu disse...

Pois, Catita, os ares baianos te envolveram, te chamaram e vc foi andar pelas ladeiras, olhar pelas janelas, rezar nas igrejas,cantar nas festas...para em poética e bela tradução criar esta homenagem cantante às terras e ao povo baiano.Axé!
Bjos,
Calu

Rô... disse...

oi Catita,

nossa parece que você já morou lá,
eu conheço a Bahia e pra dizer a verdade,você descreve com tanta perfeição,
que carimbei mais um selinho,
na minha carteirinha de fã...

beijinhos

Leninha disse...

Catita querida,

Menina,já revelavas teus dotes e hoje o botão desabrochou, a menina se fez mulher e poeta, com talento e maestria. Parabéns, minha querida! Amei a graça da "baianinha" paulista!

Bjsssssss,
Leninha

Claudio Poeta disse...

Cátia! Estou emocionadíssimo com sua homenagem. Você captou a alma da Bahia, de forma lírica, poética. Agradeço como baiano de coração, comovido! - Vou divulgar! - Abraçãozaço

José María Souza Costa disse...

Estimada Cátia.
Simplesmente, Avassalador. Tenha um feriado agradavel.
Parabens

Por Amor disse...

Catita linda a sua homenagem a minha terra ...pena que estejamos hoje tão maltratados em especial Salvador...e seu povo ...Um grande beijo Pedro Pugliese

Bia Hain disse...

Oi, Cátia. É impressionante como o talento se manifesta naturalmente, desde a mais tenra idade. Lindo poema, pude percebê-la através das suas palavras. Um abraço!

Felisberto Junior disse...

Olá!Boa tarde!
Tudo bem?
Catita
...quando me falavam que a poesia é uma "historiografia" inconsciente e somente um conhecimento prévio da referência era o que bastava,demorei um pouco para compreender isso, mas eis que vejo sua poesia para comprovar isso! Parabéns pela homenagem. Muito linda mesmo!
Obrigado pelo carinho da visita!
Ótimo feriado!
Beijos

Valéria disse...

Oi Catia!
Que linda homenagem! Parabéns, és uma poetisa nata, desde cedo muito inspirada e inteligente!
Beijinhos!

R. Vieira disse...

Ai Catita!

Que sonho de poema. E fico aqui imaginando o mesmo sendo escrito por uma guria de 16 anos. Que maravilha!!!!

Meu parabéns!!!

Zilani Célia disse...

OI CATIA!
ESCREVESTE ESTE TEXTO TÃO MENINA E NELE RETRATAS A BELA "BAHIA" COM UMA MAESTRIA DE GENTE GRANDE.
ABRÇS

zilanicelia.blogspot.com.br/
Click AQUI

Everson Russo disse...

A Bahia é um lugar,,,um mundo diferente e lindo....beijos amiga e um bom feriado pra ti.

Paulo Cesar PC disse...

Querida Catia, o poema é maravilindo! Só para acrescentar; digo a você que sou um profundo apaixonado pela Bahia e as coisas que a representa. Tive a felicidade de morar na boa terra por 4 anos, na época em que tive que me mudar para lá por razões profissionais. Um abraço e um grande beijo no seu coração.

ZilMar disse...

Catia,eu amei sua poesia...viajei nas suas palavras...eu não conheço a Bahia.

parabéns!!!!!

um grd e afetuso abraço!



Zil

♥ ♥ Simone Fernandes ♥ ♥ disse...

Que bonito Cátia!
Uma das poesias mais bonita que já li. Parabéns!!
Beijos XD

Vivian disse...

...quem sabe não fostes 'bahiana'
em outros tempos???

maravilha de post, minha flor!

bjs ternos!!

Vivi

Anne Lieri disse...

Catia,nunca esteve lá mas parece que já nasceu baiana!...rss...que coisa mais linda e descreveu tudo de forma perfeita e bem pitoresca!Eu adorei!bjs e bom feriado!

Tina Bau Couto disse...

Pois se amas poesia, tens que vir a Bahia.

Ainda que eu veja e sinta poesia em Sampa, a Bahia é minha terra, meu orgulho, minha fonte constante de inspiração. Um lugar cheio de magia, sintomias, sinfonias.

Bem vinda por lá pelo blog, volte sempre e vou puxar a cadeira e ficar por aqui, pra gente sempre prosear, poetar, paulistanar e abaianar :)

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

Olá Catia! Linda a poesia, parabéns. Hoje vim agradecer-te a visita que fizeste ao Começar de Novo. Não sei se sabes mas eu vivi muitos anos no Brasil, mais propriamente em Guaratinguetá- SP. lá nasceram os meus filhos e lá tenho ainda os meus pais, o meu irmão e sobrinhos. Adoro o Brasil e vou lá com certa frequência. Ainda não conheço a Baía, mas tenho muita vontade de conhecer. Na próxima vez que aí for, talvez em Março, quem sabe não realizarei o meu sonho?. Espero que tenhas gostado do nosso cantinho e que voltes mais vezes. Virei aqui com toda a certeza e já me fiz tua seguidora. Espero que tenhas um bom feriado ( enorme!!!) e que tudo te corra bem. Até mais, amiga! Um beijinho
Emília

Vera Lúcia disse...


Olá Catita,

Esta poesia tem aroma da Bahia. Como assim você nunca esteve lá? Pois eu me senti em Salvador durante a leitura.
Linda homenagem à Bahia! E você já era talento aos 16 anos...Parabéns!

Ótimo feriado.

Beijo.

pensandoemfamilia disse...

Olá
Agradeço e retribuo sus visita na Série Minha Arte.
Volte sempre.
Bjs

Sueli Rodrigues disse...

Olá, vim conhecer seu blog e me encantei, vivenciei a Bahia, mesmo nunca tendo ido lá.
Parabéns, seu blog é encantador!
Su

Marisa Giglio disse...

Catia , lendo o belo poema poderia afirmar que você era baiana .
Parabéns , poeta !
Aproveito para lhe agradecer o carinho da visita ao meu blog .
Beijos e ótimo feriado

Everson Russo disse...

Um belo dia de feriado pra ti minha amiga,,,beijos poemas e flores...

Van-Ivany Fulini Sversuti disse...

Encantada com tão perfeita homenagem Cássia!
Me vi na Bahia e curtindo sua cultura!
Parabéns!
Obrigada pela presença em meu cantinho.
Lindo feriado pra você.
Beijo carinhoso
Ivany

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida

Vivi dois anos no Brasil e vim com pena de não ter conhecido a Bahia.
Uma linda homenagem.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Severa Cabral(escritora) disse...

Bela homenagem ...
bjsssssssssssss

Vivian Fernandes de Goes disse...

Bom dia,Cátia!!

Linda homenagem em versos!
Somos todos assim, independente da região,do estado...somos a mistura de muitas raças,esta é nossa identidade e temos orgulho dela,né?!
Beijos!

Lourdinha Vilela disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mariani Lima disse...

Nunca esteve na Bahia? Então não sabe o que está perdendo. É uma magia, mas tem isso de ou vc ama ou odeia. Eu amo e esse ano eu fiz planos de voltar e não consegui. Pretendo ir para o ano.
Linda homenagem!!
beijos...

Moro em um Kinder Ovo disse...

E o meu coração, agradecido, manda um abraço para uma poeta que tive o prazer de conhecer.

Lourdinha Vilela disse...

Você nos proporcionou uma aula de história marcante, nestes versos para homenagear a Bahia, cadenciada pelas
rodadas saias baianas, que se misturaram às saias das ciganas ao som dos tambores. Foi com certeza além do Folclore e da Cultura, você mostrou poesia pura. E com tão pouca idade... é poetisa mesmo.
LINDO!!!

Paulo Francisco de Araujo disse...

Adorei!
Eu fiz uma com treze anos e a tenho em mim (não no papal).
Um dia eu a publico,,,
Um beijo