02 agosto 2011

O pássaro é livre, o homem é seu fã!








Voa pássaro livre e sem pouso.
Quando faço alvorada, em palavras, ouso!
Em vã tentativa de não escrever, repouso!


Corro em busca de um sinal
Tenho várias opções, nenhuma formal.
Arte em tempo faz praxe habitual


Quero um mundo de paz!
Quero (e tenho) um amor voraz!
Quero ter um mundo sagaz!






19 comentários:

Dora Regina disse...

Catia, que lindo poema!!
Bom começar a minha manhã aqui, deu vontade de criar asas e voar!
Um abraço e um bom dia!

✿ chica disse...

Lindo e todos queremos paz e quando temos amor ,melhor ainda,né?beijos,chica

Mery disse...

Ah, como eu queria ser um pássaro ...livre.
Me sinto presa a convenções que não aceito.
Obrigada por postar esse poema, amei.
Beijos da Mery.

Ivone Poemas disse...

Oi CÁtia, aqui estou a ler esse seu lindo poema de liberdade e prazer de livre poder ser, pois são mesmo os pássaros que podem voar livremente que nos inspiram assim, assim como inspirou a ti, seja livre e feliz, pois é somente decisão, escolha!!!
Abraços
Ivone poemas
henristo.blogspot.com

tecas disse...

Que lindo! Todos os seres vivos querem ser livres dentro da paz e amor. Delícia de poema. Bjito amigo e uma flor.

Priscila Daiana disse...

Nossa, muito lindas as suas poesias.
Adorei *-*

Rô... disse...

oi Catita,

e de pensar que tem gente
que insiste em prender esses lindos
bichinhos em gaiolas...
liberdade para eles é estar em paz...
como é pra nós também...

beijinhos

A.S. disse...

Catia,

Abre tuas asas,
alça o teu voo.
Alcançarás o infinito!


Beijos!
AL

Lua Negra disse...

Querida Amiga Cátia. Amei suas palavras.
...Quero um mundo de paz, harmonia, igualdade,conscientização, saber...
O amor, já tenho, rsrsrs
E o mundo sagaz... tento fazer o meu melhor...
Boa semana, "dona" Cátia, rsrs
Beijos de passarinho.
Lua.

♥♥♥Ani♥♥♥ - Cristal disse...

Oi Catita querida

Que linda sua poesia.
Amei!!!!
Nós somos como os pássaros..."Livres", mas não nos damos conta disso.

Beijos
Ani

Will disse...

Olá, Catita:

Tão linda e contagiante a forma como você bate as asas amparadas pelo vento dos teus versos.
Fico numa leveza fascinante com teu talento. Parabéns!

Abraço com carinho.

Drisph disse...

O pássaro é livre...
O homem nãoooo... preso as convenções, conchavos, politicagens; vicissitudes; transgressões... egoismo, ganância; cobiça... vaidade!
Um beijo livre e lindo para vc.

Meire disse...

Catita, minha doce flor de maracujá, sabe que desde pequena eu sonho que estou voando quando estou feliz rsrs ó eu querendo virar uma passarinha :)

Bjokitas e um abraço pra ti e Livinha!

Bricio Cruz disse...

Amei seu poema, é encantador a liberdade dos pássaros e do amor. bjs

Toninhobira disse...

Lindo este querer,nesta bela analogia.Uma cantante inspiração,sempre linda.
Um abraço de paz.
Bju.

Fátima disse...

Catita, menina...
" Voa pássaro livre e sem pouso.
Quando faço alvorada, em palavras, ouso!
Em vã tentativa de não escrever, repouso!"

Pois ando meio em repouso,
nem muitas palavras mais ouso.
Ando meio sem poesia. Rs rs
Mas amei vê-la novamente
com esse sorriso lindo...
e essa alma quente.
Um beijo, menina linda!
Com carinho
e uma flor
rosa
de
Fátima

Bento Sales disse...

Cátia, realmente o homem admira o pássaro, mas o homem voa nem que seja nas asas da imaginação.

Belo poema!

Abraços!

Paty Michele disse...

Algumas pessoas são livres e nem sabem disso, outras estão presas por vontade, e há ainda as que não sabem usufruir de sua liberdade plenamente.

Aclim disse...

Véro, pudera eu ser pássaro.

Abraço amada