28 julho 2011

Sobrevivente





Em favor dos ébrios, conspira o universo
Um poeta em devaneio atualiza um verso
Coisas sólidas de uma mente em reverso

Criar - procriar - citar
Amar - gostar - desarmar

Vidas em desalinho
Pensamentos em torvelinho
Revoadas em redemoinho...

Fases de um sotaque
Idas e vindas de um ataque
Sobrevive aquele em destaque!






35 comentários:

Majoli disse...

Catita, que poesia extasiante essa.
Um encaixe perfeito das palavras, um devaneio...lindo, lindo.
Parabéns minha querida.
Beijos com muito carinho no teu ♥
Tenha um delicioso dia.

Simone MartinS2 disse...

Bom dia, exatamente como Majoli descreveu, um encaixe perfeito das palavras e destacando nós, como poetas em eterno devanio, amaei! Bjin e fique com DEUS!

Paulo Francisco disse...

Muito bom!!!
Um beijo grande

Bento Sales disse...

Cátia, dia a dia, temos que sobreviver.

Seu poema é bem trabalhado. Feito assim, em aliteração, temos sempre que burilar muito.

Parabéns pelo talento!

Abraços!

Mariz disse...

Lindo demais querida, as palavras tomaram forma e se traduziram nesse belo poetar, parabéns.

beijos!

Kiro Menezes disse...

Quando se sente, escreve com tal intensidade que traspassa a tela do not, atingindo feito flecha bem no coração da gente!

Oi Catita linda! Ameii... lindo demais ^_^•

Um beijinho doce a ti, carina ♥

tecas disse...

Magnifico poema. Quando se sente, o poema sai com uma intensidade transcendente.Divinal.
Bjito e uma flor, querida Cátia.

Will disse...

Sempre encantadores teus versos...

ótima quinta-feira para você!

bjs

Aclim disse...

Gosto de ler um poema várias vezes.

Em épocas diferentes terão outro significado.

Poemas mudam conforme mudamos.

Lindo poema

Abraço

Rô... disse...

oi Catita,

perfeita forma,
enlace e encaixe...
adorei!!!

beijinhos minha flor!
e quanto a Marli,
nada sei,
apenas que o blog foi removido

Sandra disse...

Que belo jogo de palavras!
beijinhos

Lena disse...

Catita linda
Estarei "fora do ar" até dia 1º de agosto, quando virei com novidades na coluna da direita, uma vez que é virada de mês. Me aguardem! Eventualmente, se for possível,postarei alguma texto interessante, mas as idas aos blogs de meus queridos amigos, só terei condicões para fazê-las na segunda-feira. Beijos e até a volta!!!

Hermenêuticas de Lou disse...

Oi amiga Catia! Vim lhe prestigiar e lhe trazer meu abraço e carinho. Lou Moonrise.

Maria Alice Cerqueira disse...

boa tarde amiga,
Lindo seu poema!
Amar - gostar - desarmar
è o que precisamos para dar lugar a paz universal!
tenha um bom final de semana!
abraço amigo

Cacá - José Cláudio disse...

Na minha juventude , errante mas cheio das responsabilidades( fui pai muito novo e comecei a trabalhar aos 15 anos), então era aquela mistura da obrigação com o aproveitamento das noitadas. Um dia ouvi um ditado no boteco, depois daqueles longos papos sobre isso, sobre literatura e poesia e sobre não dar conta do recado: "Deus protege os bêbados e as criancinhas" (em primeiro lugar). rsrs.

Lembrei-me disso lendo da conspiração do universo em favor dos ébrios. rrs.
Ótimo, Cátia! Abração.

Marta disse...

Todos nós somos sobreviventes...
Amamos, sofremos em jogos de palavras sentidos em poemas profundos e doces...
Lindo
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

Moisés Augusto Gonçalves disse...

Lindíssimo!

♫ ♪ Wilson Miguel ♫ ♪ disse...

Catia, querida...

Quanta sensibilidade em teus versos. O poeta faz da palavra sua voz de luta e sobrevivência...

Beijos de luz no seu coração

Deus seja contigo

Anne Lieri disse...

Catia,as palavras fluiram lindamente neste lindo poema em homenagem aos poetas!Adorei!Bjs,

Su disse...

oi moça poetisa...

lindo encaixe de palavras, adorei a poesia...

passando pra deixar um beijinho, estou em semana de jornada pedagógica, tá sendo ótimo.

Su.

Bricio Cruz disse...

Lindas palavras combinadas num lindo poema. bjs

Só pra você disse...

Que lindo amiga Catia, saudades de você, uma saudade que doí meu peito.

Muitos beijos em ti.

MARILENE disse...

Somos todos sobreviventes. A cada dia vencemos um pouco das nossas batalhas, sem alarde, sem apitos, sem palmas. E o bêbado também cai. Não possui a folclórica proteção. Mas também é um sobrevivente.

Bjs.

José Sousa disse...

Oi amiga Catia!
Faz tempo que não vinha até o seu blog! Não mais o vou perder! Adoro coisas escritas como estas! muito bom.

Um beijo grande e bom fim de semana.
PS. Te espero lá nos meus blogues.

Everson Russo disse...

Que sobrevivam todos que amam e acreditam em seus sonhos...beijos de bom final de semana pra ti amiga.

Vivian disse...

Bom dia,Catia!!

Linda poesia!!Inspira a reflexão!!
Afinal , estamos todos tentando sobreviver...
Beijos!!

O Poeta Mascarado. disse...

que linda sua escrita, me sentir envolvido nela, mexeu comigo, gostei muito de teu blog, estou lhe seguindo. bjs.

Idéias de uma mente inquietante disse...

catia, quer dizer que meu penultimo post te deixou com agua na boca foi?
eu amo macarrão!hj mesmo vou almoçar macarrão!hehe
quanto ao seu poema,super extasiante!
você escreve com uma intensidade,passa um sentimento tão verdadeiro!beijos

Paulo Cesar PC disse...

Sabe muito bem escolher e de maneira inspiradora, o sabor suave das palavras. Um grande abraço.

Vinicius.C disse...

Olá meu amor!!!

Me leva neste canto dos olhos- perfeito seu texto gostei demais!!

Deixo meu beijo e desejo a vc um ótimo fds!


Estou esperando por vc no Alma!

Sandra Portugal disse...

Cátia
Passei por aqui para agradecer o seu apoio as celebrações de 1 ano do ProjetandoPessoas!
Encontrei suas sábias palavras!
Estarei sempre por aqui!
bjs Sandra
http://projetandopessoas.blogspot.com//

Drisph disse...

Minha fome é sobrevivência, minha vontade é mecânica, minha beleza é esforço, meu brilho é choro, meus dias são pontes para os dias de verdade que virão quando essa dor acabar, meus segundos são sentidos em milésimos de segundos, o tempo simplesmente não passa.
sobrevivi a minha maneira...

Obrigada pela visita sempre encantadora!

Dora Regina disse...

Obrigada por sua visita acompanhada de um gentil comentário.
Fique a vontade para voltar outras vezes.
Grande abraço! Bom fim de semana!

Sonhadora disse...

Minha querida

Como sempre sentimentos belos e à flor da pele, adorei e deixo um beijinho com carinho e desejo um bom fim de semana.
Sonhadora

margoh werneck disse...

...que bom sobreviver assim com doçura!

Beijos