26 julho 2011

Poetisa consciente da poesia que habita em si...













Não me canso de escrever sobre poesia, poeta e seus derivados...
Me sai naturalmente...
Poesia não é algo pra ser entendido, ou muito menos compreendido.
É algo pra ser sentido.
É a abstração dos sentidos, dos sentimentos, das sensações.
É a abstração da lógica, da razão, da evolução.
Quando se pensa em 'superar a escrita', a superação seguinte se torna mais emocionante,
visto que, tal superação não existe!
Na arte da escrita, muitos são os oficios... muitos são os verbos e poucos são os finais.
A escrita tem um mundo infinito assim como o Céu. 
Pode-se escrever, tropeçar nas virgulas, nos verbos assim como no Céu se tropeça no sol, na lua, nas estrelas, nas nuvens, porém, nunca no fim. Céu não tem fim, não tem limite.
Admirar o Céu é almejar um banho sol, de lua, o brilho das estrelas...
Admirar o mundo da escrita é beber uma poesia, brindar um poema, explorar os verbos...
Um banquete. Sirva-se!






  





28 comentários:

Rô... disse...

oi Catita,

cheguei bem na hora,
vou me deliciar desse banquete especial
que tão carinhosamente veio me servir,
um brinde minha querida,
saúde!!!

beijinhos

Meire disse...

Catita linda, poesia é pra sentir mesmo, nela colocamos o que passa dentro de nós, no nosso âmago.
E vc é de uma lindeza que me encanta!

Te gosto muito, bjokitas com master carinho pra ti e Lívinha ;)

Paulo Francisco disse...

Nossa! o que ou quem te inspirou assim? Lindo isto.
Gostei deste céu.
Um beijo

*Simone Poesias* disse...

Perfeitos versos. Adorei Cátia! A poesia é isso aí, e vc soube expressar muito bem em poema. Parabéns!!
Bjinhooosss ;)

Artes e escritas disse...

Obrigada pela partilha desse poema escrito com a alma. Um abraço, Yayá.

Simone MartinS2 disse...

Boa noite, dizem que a poesia aliment a alma e o coração, e quem se servir dela, vivera eternamente no mundo dos sonhos e fantasias, vivera sempre ao lado da felicidade, acredito! Bjin e belo texto.

Toninhobira disse...

Uma dos mais belo olhar sobre a poesia.Ficou uma perola rara amiga.
Aplausos para voce com esta bela inspiração.Estou servido.
Um abração Catia.
Bju de luz nos seus dias.

✿ chica disse...

Saber sentir poesia em cada coisinha que vemos é legal...Lindo!beijos,chica

Pardal disse...

Boa noite!

Alimentei-me sobremaneira da tua poesia bebendo inspiração na própria poesia.

Gabriel Revlon disse...

Poesia, não se pode explicar, só sentir!
lindo, senhora poetisa

Gilmara Wolkartt disse...

Ei querida !
Belo post. As vezes quero escrever um texto, mas sou tomada pela poesia e me contagio com ela.
Gd beijo

Gisa disse...

Uma delícia com gosto de quero mais!
Um grande bj querida amiga

Cacá - José Cláudio disse...

Maravilha, Cátia!

"É preciso estar sempre embriagado. Aí está: eis a única questão. Para não sentirem o fardo horrível do tempo que verga e inclina para a terra, é preciso que se embriaguem sem descanso.

Com quê? Com vinho, poesia ou virtude, a escolher. Mas embriaguem-se.

E se, porventura, nos degraus de um palácio, sobre a relva verde de um fosso, na solidão morna do quarto, a embriaguez diminuir ou desaparecer quando você acordar, pergunte ao vento, à vaga, à estrela, ao pássaro, ao relógio, a tudo que flui, a tudo que geme, a tudo que gira, a tudo que canta, a tudo que fala, pergunte que horas são; e o vento, a vaga, a estrela, o pássaro, o relógio responderão: "É hora de embriagar-se! Para não serem os escravos martirizados do Tempo, embriaguem-se; embriaguem-se sem descanso". Com vinho, poesia ou virtude, a escolher."
(Baudelaire )

Abração. Paz e bem.

Mery disse...

Olá, sou tua nova seguidora, o poema é muito bonito, como todos falaram... me emocionei, beijos da Mery

Asas da Ilusão disse...

Amiga, que tudoooo! É isso mesmo, a escrita é infinita, e só pode ser sentida com a alma! Parabéns, estás te superando a cada dia! Namastê!

Nel Santos disse...

Oi, Catia!!!

Que lindo isso!!!!

Quem escreve tem o dom de desanuviar a alma e de trazer o sol para dentro de si...

Que a sua luz brilhe sempre!

Beijos,querida!

OceanoAzul.Sonhos disse...

E que belo banquete você nos ofereçe, sempre gosto de passar e me servir :)

Muito obrigada
bjs
oa.s

Aline Galdino disse...

Brigada pela visitinha!!

Pos é linda a arte da poesia, POESIA É SEMPRE POESIA!! ~´E como diz o nome, já soa doce e suaveee como as doces brisas!!
Sorte sua que possui esse DOM tão lindo e estigante!!

Já estou te seguindo também!!

MIL BEIJOS!!!

Majoli disse...

Uau, que lindo minha doce poetiza!!!
Ao te ler, sinto que sua alma fala por ti.
Beijos de admiração por tão linda inspiração.
Tenha uma deliciosa quarta.

Van disse...

E que deliciosos banquete você sempre nos serve aqui, Cátia!

Beijos!

PapoBacana disse...

Ah a poesia!
o que seria do mundo se não houvesse a poesia para alegrar nossos dias..

abraços..

Paula Moraes disse...

Oi Catia, lindo texto, lindas palavras metricamente colocadas para nos deixar com mais e mais vontade de ler...De escrever...=)
Bjs

Anne Lieri disse...

Catia,vc foi mesmo muito feliz nesse texto!A poesia é um estado da alma,não pode ser entendida,mas sentida!Um belo e reflexivo texto poético!Bjs,

Lena disse...

Minha Catita do coração,
Parabéns pelo seu dia, antes de ontem, um tanto ou quanto atrasada...rsrsrs Bjkas minha linda poetisa!

Aclim disse...

Para ser franca existem poemas que necessitam de uma apreciação para depois sentir.
Existem poemas que você vai lendo e sentindo. Existem poemas que são espelhos, leram nossa alma.

Você é poeta

Abraço

REINALDO FONSECA - PASCOM disse...

Olá! Por motivo de viajem ao (Muticom-RJ), fazia dias que não visitava o seu blog, porém, fiquei muito feliz ao ver que continua com a qualidade e encanto nos artigos muito bem postados.
Grande abraço na Paz e no Amor de Cristo,

Reinaldo

Ivone Poemas disse...

Olá, tenho imenso prazer em aqui estar, nada é por acaso, portanto aqui estou, contigo também aprendendo a ser poetiza, poetizar a vida é isso, somente faz sentido viver se poeta poder ser!!!
Entender poesia é viver a poesia,só isso!!!
Ivone Poemas
henristo.blogspot.com

Paty Michele disse...

Poesia é coisa para pessoas sensíveis como nós, Cátia.

Um bjo