08 julho 2011

Luta Árdua







Pela liberdade, luto!
Pela igualdade, que não chega, enluto!
Sofro sem desvendar marcas e fico em pé, resoluto!


Quero um dia visitar mentes livres que cultuem boa conduta
Contudo, se assim fosse, o preço seria de muita labuta!
Sinto o cheiro do porvir sendo meu aliado nesta luta!


Quase que um maltrapilho me desvenda
Sem que um governante me entenda
Males que me trazem em contrapeso que um algoz inventa


Continuarei minha sorte
Sendo bom e delator dos maus sem consorte
Farei um pacto com minha aptidão sem alma disforme
Apenas serei mais um a crer que minha liberdade é também a tua!





(Poema baseado no pensamento de Mikhail Bakunin:

“Só serei verdadeiramente livre quando todos os seres humanos que me cercam, homens e mulheres, forem igualmente livres, de modo que quanto mais numerosos forem os homens livres que me rodeiam e quanto mais profunda e maior for a sua liberdade, tanto mais vasta, mais profunda e maior será a minha liberdade.”)









28 comentários:

Arnoldo Pimentel disse...

Nascemos livres, por isso a liberdade é tão valiosa.Beijos

Carla Fernanda disse...

Lindo! E é porque somos seres sociais.
Beijos,
Carla

нєllєи Cαяoliиє disse...


Que primor de poema é esse?
Está cada vez mais se superando!
Um dia essa luta haverá de cessar,um dia...que esta não tarda!
Um beijo.

Só pra você disse...

Belissímo, sabe eu até achei-te parecida com o Marcos e seus ideais, ele também é crítico assim. Muito bom, gostei demaissss!!!

Querida, que o final de semana seja repleto de paz e descanço, acredito até que dará para pegar mais um pouquinho no blog e assim ter mais termpo para comentar.

Beijos querida amiga.


Auxiliadora

Majoli disse...

Aplausos, mil!!!!
Minha querida, quanta verdade, quanta vontade nessas tuas palavras.
Façamos a nossa parte, e juntos venceremos.

Beijos de admiração.
Amei, amei.

Bento Sales disse...

Cátia, a luta e a labuta pela liberdade e igualdade foram, são e continuará sendo frequentes e constantes, sobretudo em nossa plaga enfestada de praga, que destroem nossa cultura e agricultura.

Seu poema é crítico e nos passa uma mensagem de despertamento; pena que para quem é direcionado não irá lê-lo!

Parabéns pelo senso crítico e talento.

Abraços!

Vilmar Barros de Oliveira disse...

Oi Catia,
A busca e a luta pela liberdade não tem fim eu acho, o que não significa que vamos deixar de busca-la.
Beijo grande.

helio.rocca disse...

Catia, lindo demais este poema. Olha, estou embevecido com a sensação de liberdade que ele me passou. Creia, vivemos uma democracia que só faz rodiziar a elite no poder, restando as massas, que somos nós, mandos e desmandos eternos. Livre mesmo, só conheci um povo, e pude conviver com eles no período que morei em Rondônia (07 anos), os índios. Há o cacique, mas este é um elemento da coletividade, não uma elite que usurpa os demais.
Valeu amiga e A P L A U S O S ! ! !

Aclim disse...

Bela poesia...

Sendo leitora diária da Bíblia levo tudo para o lado espiritual...rsrsrsr

João 8:36
36 Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.

Abraço

* Verinha * disse...

Belíssimo Cátia!.. Uma luta árdua e constante de todos nós!

Um beijo em seu coração..
Verinha

edumanes disse...

Sem liberdade, o luto,
A miséria causa a fome
Não deixes teu pé resoluto
Comer o pão sem conduto
Dos governos sem conforme
Quem trabalha não tem valor
Quem nada faz tem uniforme
Se não tem dinheiro vive com fome
Do amor sem calor
Tada a gente foge.

Desejo-lhe um fim de senama muito feliz. Sonhos do outro mundo, que penso serem os mais lindos?
Um bjo
Eduardo.

Meire disse...

Catita querida flor de maracujá, é minha querida e continuamos na fé desse mundo e desse país melhorar sempre!!!

Amada, vc arrasa com as palavras, adoro!!!

bjokitas ;)

Janinha disse...

Adorei liberdade é o inicio d uma vida feliz...

Zil Mar disse...

PARABÉNS Catia...!!!!

não é só lindo...é algo maior que isso...além da beleza...que vem da tristeza...de se saber que essa tal liberdade ainda é tardia...

bjos e minha admiração...


Zil

Poeta Insano disse...

Olá Catia!

Gostei de ver essa veia com um leve
tom revolucionário, exaltando um bem de direito de todo ser humano
que dispõe de dignidade, a liberdade!

Um abraço!

Rô... disse...

oi Catita,

acreditamos sempre em um país e em um mundo melhor...
parabéns,
você foi perfeita...

beijinhos

helio.rocca disse...

E num é que teu poema fez sucesso!!!
Hoje sou um homem mais livre do que ontem... Obrigado!

MOISÉS POETA disse...

Uma maravilha esse poema .
o próprio ideal de Bakunin era uma maravilha...

Bela postagem, um beijo !

Lena disse...

Catita, minha linda
Feliz em poder também admirar essa sua veia poética-política! Um poeta não aprende a escrever. Ele nasce sabendo. Bjkas e saudades. Um lindo findi pro cê!!!!

Toninhobira disse...

Ainda bem que algume teve a feliz ideia de lhe cutucar,rsrs.Hoje tambem passei por este corredor da busca da liberdade.
Valeu Catia,bela construção.
Bju de luz nos seus dias.

Carla Fernanda disse...

Cátia,
Boa noite e bom final de semana!!
Carla

Paulo Francisco disse...

Peraí! Eu entendi bem? Não saber que tem uma veia poética!? É brincadeira, né? Você é excelente, menina.
Um beijo grande

Sonhadora disse...

Minha querida

Hoje passando apenas para deixar um beijinho e agradecer o carinho, estou voltando devagar.

Rosa

Culto Diferente disse...

Olá Catia, muito obrigado pelo prazer de sua visita,e por ter sido a seguidora número 100, desejo realmente MUITA sorte pra você.

Tbem estou te seguindo e gostei muito do deste texto, que apesar da veia politica, não perdeu o encanto de poesia e nem o que a liberdade nos fornece, ela nos fascina...."liberdade, liberdade, abra as asas sobre nós".

Bjs

Ma Ferreira disse...

Catia..lindas as imagens que vc escolheu.
Lindo o seu poema..vc cada dia se supera!
Parabéns..

Ma ( Boazinha, pero no mutcho..rs)

N. Barcelli disse...

A liberdade é contagiante.
Belo poema, gostei.
Querida amiga Catia, tem um bom fim de semana.
Beijo.

Michelle Trindade disse...

Já conquistamos muita coisa de cinquenta anos para cá, mas ainda há muito pelo o que se lutar. Continuemos com nossa luta por uma sociedade mais justa para todos.

Minhas Pinturas disse...

Existe ainda tanta coisa a conquistar, tanta coisa a combater,corrupção, roubo de merenda escolar,de remédios, de sermos enganando com carnaval e futebol...
Agora já podemos falar, gritar, só precisamos saber votar para sermos ouvidos.
Mas seu verso me emocionou estimulou e massageou esta vontade de ver meu povo feliz, saudável,com escolas, com crianças fora das ruas esmolando, com moradias saneadas.
Meu país digno de assim ser chamado,de um verdadeiro PAÍS.
Léah

Ps.: obrigada pela visita a meu bloguinho, beijos