09 abril 2012

Lapsos de vida/ despedida definitiva/ nova página











Um vão, uma fresta
Um final, um destino!
São pedaços de ares de uma mesma festa
Difere-se das badaladas de um sino
Que muitas vezes choram,
Vezes outras deslizam melodia,
Poucas vezes passam sem serem sentidas!
São sentimentos de auto padrão...
Coisas que a maturidade em nós apronta!
Lapsos de eiras sem beiras
Uma confusão de emoções a se delinearem
Voos de uma alucinação sem asa
Viaja no baixo e pousa na parte ('muy rasa') que vaza
Pedaços de lapsos de desencanto
Desencontros de reciprocidades ausentes
Vale tudo/ vale nada/ será espanto?
Apenas confusos momentos que se quebram...
Surge falta do que não houve...
Restam lamentos do que se deduziu haver (e não havia)...
Aplausos para um coração que infere
Que rompe laços e não mais se fere! 
Une emoções num baú aberto
Cicatriza feridas com dó e sem lágrimas
Reúne forças de onde não sabia-se possuidor
Lapsos da sorte do adeus!
Lapsos da sina do engano !
Lapsos de sorte em adeus à uma sina sem morte!
Mata-se apenas o irrelevante!
Releva-se a confusão/ o reencontro/ o falso querer.
Mata-se apenas o irrelevante!






(Uma poesia escrita em 09/04/2012 = 17h)










'Aplausos ao meu Coração  (que bate no meu peito)! 
são os lapsos da vida em reconstrução!!!! 
somos coração e cérebro 
que acham que sorrir é 
mesmo muito melhorrrr !!!'
(nota da autora)






Aos meus queridos leitores, o meu beijo!




Catita













27 comentários:

Rô... disse...

oi Catita,

certíssima sua nota,
e escolheu o momento mais apropriado para sua reconstrução,
tenho certeza que não haverá mais lapsos em breve...

beijinhos

Ives disse...

Uaul, que poesia maravilhosa, parabéns moça, abraços

Teresinha Oliveira. disse...

Confusas emoções que se perdem e são reencontradas. Muito bom.

Verinha disse...

Bela poesia.Na plenitude da felicidade,cada dia é uma vida inteira.Beijos de luz

Sonhadora disse...

Minha querida

Uma bela poesia que desnuda a alma...renascer sempre do mais profundo de nós...adorei.

Beijinho com carinho
Sonhadora

Toninhobira disse...

Assim como um ato de extirpar o que nos deprime e desagrega.Criativamente belo e reflexivo Catia.Parabens pela sabedoria espalhada em poesia.
Carinhoso abraço
Bjo.

Anne Lieri disse...

Catita,sempre linda e tocante sua poesia!Ás vezes nos embaraçamos na vida para depois ver tudo com clareza novamente,mas mais amadurecidos!Bjs e meu carinho!

José María Souza Costa disse...

Lindo e interessante, Parabens

Leninha disse...

Maravilha,Catita!!!

Teu poema nos leva e enleva,seduz e cativa sem lapsos,sem embaraços,em uma crescente explosão de ternura e criatividade.

Bjsssssss,
Leninha

Lua Negra disse...

Olá Dª Cátia, quanto tempo, saudades.
Espero que estejas bem.
Beijinho de paz.
Lua.
http://naturezadeluanegra.blogspot.com.br/

Eliete disse...

Cátia, uma bela reconstrução.bjs

✿ chica disse...

Que lindo e boa reconstrução! beijos,chica e tudo de bom!

Meire Oliveira disse...

Cat linda, sorrir sempre vai ser a melhor opção. Porque quando mais sorrimos mais motivos pra sorrir a vida nos dá! :)

Amo-te amiga, bjos de carinho!

Catia Bosso disse...

Aiiii Pessoassss lindasss estou tão orgulhosa de mim... fazia tempo que um poema não casava tão bem com meu momento como este casou... adorei a construção dele....

Bravo!

Nanda disse...

Linda inspiração a tua querida Cátia pelas bonitas palavras que escreves.
Beijinhos

Leninha disse...

Lindo poema,belíssima reconstrução.
Parabéns,Catita!!!
Saudades de ti!

Bjssssss,
Leninha

Claudio Schmitt disse...

Bom dia...seu trabalho é lindo...amei.
Que seu coração sempre esteja em festa....
abraços
claudio

cecilia silva disse...

muito bom o seu blog abraço....

Arnoldo Pimentel disse...

Tudo tem sua hora.Lindo seu poema.Beijos

Michelle Trindade disse...

Linda poesia.. Saudades das suas escritas.. Tô de volta aos blogs,
Bjs,

Só pra você disse...

Linda demais, também a foto, vc está linda querida. Parabéns!

Uma ótima semana.

Bjs

Auxiliadora

Sandra mitsue Valente disse...

Oi Catia...
Linda poesia...Linda foto..um sorriso contagiante.Aplaudo de pé seu coração..Linda reconstrução...
Beijos!
San...

Claudio Schmitt disse...

Catia!!! Tens a capacidade de acarinhar nossas almas com suas poesias tão marcantes.
Quando por aqui passo...volto para casa mais feliz...leve e sensível.
Claudio

Sonhadora disse...

Minha querida

Passando para deixar um beijinho com carinho e saudades.

Sonhadora

♥♥♥Ani♥♥♥ disse...

Passei pra te desejar um domingo maravilhoso e para agradecer todas as vezes que você carinhosamente esteve visitando meu blog.
Espero que volte sempre, pois seu carinho por lá me deixa muito feliz...


Beijos


Ani



http://cristalssp.blogspot.com

Anônimo disse...

Isso ai. Bola pra frente!
Beijo, te amo,
Livia

D. Garcia disse...

Quando o coração fala, fala toda a nossa alma. Tudo que está lá dentro emerge e sai através de palavras sábias e profundas.
Mas isso não é coisa para qualquer um! Somente uma poeta é realmente capaz de transformar emoções em poesia que levará emoções que alcancem o ápice em quem lê.

Parabéns, Catia!!!
Que poema maravilhoso!!!
Beijo. Daniel