11 junho 2011

Tirinha de Reflexão...










A loucura desregrada é uma consequência do amor alucinado/alienado.

A paixão atordoada é indício do fanatismo desenfreado.










18 comentários:

Arnoldo Pimentel disse...

Belo e profundo pensamento. Um lindo fim de semana pra você, beijos.

Reflexo d'Alma disse...

Bom dia chara!
Vim te ler e deixar meus
bjins entre sonhos e delírios

V.Cruz disse...

Como concordo contigo!!!!
Bjsss e bom final de semana!

нєllєи Cαяoliиє disse...

É,Catita...deixa-nos a pensar com isso...
mas sabe que um pouco de loucura sempre me atraiu muito,uma vida muito normal perde a graça rs
Beijo,Querida!
Lindo fim de semana pra ti.

Paulo Francisco disse...

Gostei desta loucura desregrada, desta paixão atordoada.
Tenha um bom dia são!

Zil Mar disse...

sempre sábia com as palavras...

frases de boa reflexão...

bjos querida e ótimo final de semana!


Zil

Denise Oliveira disse...

com toda certeza Catia!
=D
bom fds!
bjos

Vera Lúcia Duarte disse...

Catita,
Vim lhe desejar um fim de semana com muito amor, seja ele calmo, alucinado ou desenfreado.
Bitokas.

Su disse...

oi moça, altamente reflexivo... levo comigo pra pensar mais...

beijinhos e ótimo final de semana! Su.

* Verinha * disse...

É de se refletir mesmo Catia!

Beijocas super em seu coração..
Verinha

Thiago Almeida disse...

Muito bom!

Meire disse...

Catita querida, tudo o que é demasiado, tudo o que é desinfreado não é saudável, em tudo o que fazemos, sentimos tem que haver um limite, tem que haver um equilíbrio para não virar patologia!!!

Arrasou no post ;)
Lindo fds pra vc e pra tua guriazinha, bjokitas e muitas borboletas!

joão da sorte disse...

mais louco é quem me diz que não é feliz...
eu sou feliz...
catia, você é feliz!

Nayara Borato disse...

Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Nayara e cheguei até vc através do Blog Ives. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir um blog do meu amigo Fabrício, que eu acho super interessante, a Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. A Narroterapia está se aprimorando, e com os comentários sinceros podemos nos nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs





Narroterapia:

Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.



Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.

http://narroterapia.blogspot.com/

Everson Russo disse...

Mas uma loucura de amor sempre vale a pena...beijos de bom final de semana.

Ma Ferreira disse...

Catia..bacana essa tirinha.
Amor não é isso que andam propagando por ai não!
Amor acalma, tranquila, trasz paz..
Quer coisa diferente disso não é amor..
O colar é seu.. busca em Diadema. Me escreve para combinarmos.
bj
Ma

Marly Bastos in "palavreados ao vento" disse...

É Cátia, tudo que é em excesso, volta-se para a loucura, insanidade, insensatez,fanatismo.
Boas tirinhas!
Beijos e um domingo maravilhoso com um bem querer na medida certa.

Artes e escritas disse...

E fanatismo deixa de ser amor. Um abraço, Yayá.