18 maio 2011

Refletir-se em Auto-Análise









 Pacientar-se é explorar o limite da razão...


 Sufocar-se é limitar a fúria da emoção!


 Limitar-se é ovacionar o descrédito do talento...


 Desocupar-se do intelecto é ludibriar o instinto cerebral!


 Aprisionar-se é abarrotar o expandir da expressão...


 Doar-se é apaziguar o desvario do intimo!


 Apaixonar-se é render-se a uma explosão de desejo que impulsiona o dom da vida.


 Vivenciar-se é, soberanamente, ser discípulo da vida em sua mais sublime essência, a essência do amor.













36 comentários:

Aleatoriamente disse...

Ah e nesse poema o aprendizado vem em poesia.
Lindas palavras poetisa.
Elas estão brotadas como flores, num meio de um lindo jardim.
Vim colher a minha e já vou.

Beijo Catita.
Fernanda

* Verinha * disse...

Que coisa linda Catia!.. Adorei!!

Beijoquinhas super em sue coração..
Verinha

Célia Gil, narciso silvestre disse...

Sensatas definições com a brilho da expressividade e imaginação!

Guaraciaba Perides disse...

"Ser ou não ser, eis a questão"
Um abraço

LoucaDeMente disse...

Oi Catia...

Sublime!

E aqui cheguei a conclusão que estou absolutamente aprisionada por uma sufocante paixão!

Acharei a saída?

beijocas-que-refletem...

Nel Santos disse...

Coisa linda de se ler, Catia! Intensa a sua forma poética de sentir.

Grande abraço!!!

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Catia
Só vivemos plenamente, quando temos coragem de vivenciarmos todo o nosso potencial, sem medo de errar.
Bjux

Meire disse...

E esconder-se não é viver. Lindinho post flor. Tenha uma doce quarta ;)
bjo grande.

helio.rocca disse...

Há muita candura e emoção neste poema. Parabéns Cátia!

PapoBacana disse...

Adorei seu poema..
vou te segui tbm...
sou aprediz de poesia como vc..
agente vai nos lendo por aqui..

abraços..

Andradarte disse...

'Apaixonar-se é render-se a uma explosão de desejo que impulsiona o dom da vida.'
Que fazer.....eu sou assim....!!!!
Beijo

Ives disse...

Quantas frases lindas, e reflexivas. Boa quarta, abraços

A.S. disse...

Catia,

"Doar-se é apaziguar o desvario do intimo!"

Lindoooooooooooo............!!!!!!


Beijos!
AL

Poetas Insanos disse...

Olá Catia...
Tive a audácia de Publicar sua poesia em meu blog, devido a beleza de suas palavras e o sentido do texto poético nela exprerssado. Claro que dei os devidos créditos, espero que não se importe. (Qualquer coisa...)
Um abraço e Parabéns pela bela inspiração!

Vinicius.C disse...

Boa tarde!!

Delicia de post!!

"Aprisionar-se é abarrotar o expandir da expressão"

Nossa e como seu sei disso!

Beijos espero por vc no Alma!

vanessa cony disse...

¨Apaixonar-se é render-se a uma explosão de desejo que impulsiona o dom da vida.¨
Eu estou completamente rendida...
Beijo no coração.

Vera Lúcia Duarte disse...

CATITA,
DESTA VEZ VOCÊ ARRASOU!
SÃO VERDADEIRAS LIÇÕES DE SABEDORIA.
BEIJO.

Flor de Maio disse...

Oi Cátia,
Belissimo texto!
Parabéns!
Bjs :)

Fabiola disse...

Cátia,
Texto forte, com chaves para a vivencia de toda nossa intensidade ! Um abraço, Fabiola.

Poetas Insanos disse...

Olá catia...
Os méritos são todos seus!
Obrigado por não se importar.
(Não se importou né? rs)
Um abraço!

Maria Alice Cerqueira disse...

Boa noite Catia,
venho agradecer a sua visita e seu lindo comentário. Obrigada.
Sua presença sempre é muito bem vinda!
Seu texto me ensinou algo novo.
um grande abraço
Abraço fraterno

Franck disse...

Obg pela visita, volte sempre! Aqui, seguindo-a,para não perder o caminho de volta!
Bj*

Machado de Carlos disse...

Quase sempre a sensibilidade nos tira da razão. Passamos a viver de sonhos: - Sonhos que nos levam a emoção.
Muita vez olvidamos o nosso próprio talento e perdemos delirantemente em tudo que sai da nossa mente.
Como sempre gostei de poesias, vejo nas palavras expressões que revelam o meu íntimo. Passamos a ser vida, uma vida de amor através dos versos.

Agradeço-lhe, profundamente pela sua companhia entre os nossos Blogs.

Obrigado!

Grande Abraço

Jefhcardoso disse...

Catia, domínio próprio para tudo nesta vida. O instinto cerebral é nosso norte, sem dúvida.
Catia, do que disse em meu blog: Faz diferença para mim cada pessoa que siga o meu blog, comente, venha fazer amizade... Não perca de vista que sou apenas um. E pra um, um basta[sorrio]. Um grande abraço, linda!
Obrigado!

Teresinha Oliveira disse...

Percebe-se um fundo espiritual no poema. Gostei muito. Difícil é colocar o que acreditamos e desejamos em prática. Mas, tentemos. Um beijo.

Kátia Tourinho disse...

Catitaaaaaaaa, como sempre, você nos brindando com verdadeiras jóias lapidadas com sua sensibilidade.
Mais uma vez, amei!
Bjs de luz

Ah... Amei o selinho e já estou levando. Brigadim...rs

Humor Negro sem Censura disse...

Como eu disse no espaço do meu amigo, Poeta.
Vc usou todos os verbos essênciais para uma bela vida!
Abraços, obrigada pela visita e tenha uma ótima semana!

Humor Negro sem Censura disse...

Como foi dito no espaço de meu amigo, Poeta.
Vc usou todos os verbos essênciais para uma bela vida!
Abraços, obrigada pela visita, tenha uma ótima semana minha querida!

Cissa Romeu disse...

Oi Cátia, tudo bem?
Obrigada por seguir meu blog, estou aqui conhecendo seu espaço, e seguindo também.
Achei teu trabalho bonito,poesia marcante e ao mesmo tempo doce. Abraços, volta sempre por lá.

Humoremconto
http://anaceciliaromeu.blogspot.com

Tatiana Kielberman disse...

E como é importante se conhecer e se perceber!!

Lindo e profundo, querida!! Pena que tão difícil...

Beijo!

http://daremdoido.blogspot.com/2011/05/isso.html

MARILENE disse...

Já havia elogioado seu poema lá no POETAS INSANOS. Muito lindo mesmo!

Bjs.

Jasanf disse...

O autoconhecimento do eu-lírico é construído à medida que ele se permite atrelar na função poética da linguagem.
Abraço,
Jasanf.

Gisa disse...

Pequenos passos e um grande aprendizado.
Um grande bj querida amiga e obrigada pelo selo, já estou levando.

Rosane Marega disse...

Lindo, gostei muito.
Beijosssss

Lindalva disse...

Olá nova amiga deveria ter vindo ontem, mas a vida real e a administração do ostra me consumiu boa parte do dia, antes tarde que nunca... E já fiz um belo passeio pelo teu recanto nauta, aprazivelmente poético. Continuarei vindo. Beijos n'alma!

silvioafonso disse...

.

Exultei quando disse que
podeia, mas quando disse
que era na mão...
Não fiquei triste mas perdi
a pressa.

silvioafonso



.